domingo, 23 de dezembro de 2012

As dores do mundo





Já parou pra pensar em quanta dor existe no mundo? Provavelmente sua resposta será sim, mas quantas vezes você já parou pra pensar por mais de dois minutos, sem chegar à conclusão de que a vida é assim mesmo, e voltar aos afazeres cotidianos, que te fazem fugir da tristeza que toda essa dor ia causar?Pois é... Hoje eu parei pra pensar em todas as pessoas que não podem simplesmente voltar pra realidade e esquecer isso tudo, porque a dor é a sua realidade.

Quantas pessoas passam todos os dias por situações degradantes, que muitas vezes causarão marcas eternas, passando de feridas a cicatrizes que nunca deixarão de existir, como tatuagens na alma, que nunca poderão ser removidas?Tantos casos de violência, famílias destruídas, falta de amor e de compreensão dentro dos lares, fome, doenças, falta de acesso e oportunidades, injustiças de todo tipo, muitos com tanto e outros com tão pouco... Esse mundo é o mesmo mundo pra todos, mas que só alguns são obrigados a sentir.

Mas, é claro. Eu sei que você deve estar pensando que a culpa de todas essas mazelas não é sua, e que não foi você quem desejou que tudo fosse assim. E você...Ei!Psiu!Você mesmo!Você está certo! Só porque eu, você e ninguém faz nada pra mudar as coisas, isso não quer dizer que a gente tenha culpa de tanto sofrimento.Na verdade, quando a gente busca as causas de tudo, não consegue  achar um ponto de origem, e tudo se bagunça dentro da cabeça.

Ousarei te fazer um convite. Tenho certeza que qualquer outro convite que você receber parecerá muito mais tentador, mas eu prometo: não vai demorar quase nada, a não ser que você ache interessante e resolva continuar. Pare um pouco pra pensar em todas essas pessoas que, de alguma forma, sofrem algo que você nunca sofreu. Olhe pra sua vida, por um minuto, e pense se é justo reclamar de tudo aquilo que você anda reclamando, ou se você só queria ter uma vida melhor do que a que já tem. Pense em quantas pessoas dariam tudo pra viver, nem que fosse por um dia, a sua vida. E, por favor (e essa é a parte mais importante), olhe à sua volta e pense se você realmente não pode fazer nada pra ajudar.Você não vai mudar o mundo, mas pode acreditar: vai transformar a vida de alguém, mesmo que seja apenas com um gesto ou uma palavra, que vão fazer toda a diferença na vida dessa pessoa. A gente sempre pode fazer alguma coisa, e cada um faz o que pode por quem tem menos ainda a oferecer.

Um comentário:

Junhiim Macedo disse...

Oi, que lindo o blog. Eu acho que eu já vim aqui no blog outras vezes, mas essa eu tive que comentar algo. Você está de parabéns.
Estou passando aqui para dizer também, que tem post novo. E se quizer me seguir lá, é só avisar que eu sigo de volta.
Beijos,
Blog: www.junhiimce.blogpost.com.br