sábado, 11 de dezembro de 2010

O preço da razão



 Às vezes paro para pensar em quanto valem as boas atitudes.
A partir de diversos e não raros momentos,descobri que ser uma boa pessoa e tentar agir sempre de maneira a acertar e agradar a sociedade não traz as  recompensas que esperamos nos momentos em que precisamos.
Não sei se há alguma recompensa que realmente valha a pena.
Na pior das hipóteses, podemos aprender.Toda experiência é válida a partir do momento em que nos propomos a aprender.
O fato é que quanto mais você se esforça para exercer bem todos os papéis que lhe cabem, mais decepções você tem.
(Mas é fato também que muitas vezes nos está sendo feito o melhor,só que estamos momentaneamente cegos!Só sabemos depois!).
Quando você mais espera que seus esforços sejam reconhecidos e, sobretudo recompensados,é a hora em que acontece exatamente o contrário.
Você tenta,faz,busca,aperfeiçoa,melhora,lapida e no final a obra se desfaz,como um castelo de areia.
(Na verdade acho muito importante não criar expectativas.Em nenhuma situação e com nenhuma pessoa,mas não é completamente possível:somos humanos!)
Quanto valem nossas ações?Quanto vale buscar o bem,o certo?
Se nada do que você quer chega até você,se nada das coisas que te fazem mais feliz você tem,de que adianta ser politicamente correto?
O problema mais sério é que quando você entra nesse caminho,você não consegue mais sair.Sinceramente não sei se isso é bom ou ruim.Às vezes muito bom,às vezes muito ruim.
Concluo que ser certo demais(como tudo em demasia) é um erro.Mudar de postura é fundamental.Creio que não é preciso tentar exterminar sua essência(até porque muito provavelmente você não vai conseguir!),mas creio igualmente que é extremamente preciso mudar,ser você mesmo,mas ficar esperto e agir,porque passar a vida sofrendo seria realmente lamentável!
É tão melhor ser alegre que ser triste!
Acredito mesmo(também por experiência)nessa história de que as coisas mudam quando a gente muda.
Os olhos com os quais as pessoas te vêem mudam quando você muda.
Faça as coisas por você,não por quem não vai estar lá quando você precisar.
Encaremos as situações de forma diferente da que as encaramos no passado.
É o que está dentro de cada um de nós que move o mundo.Grandes obras só existem porque foram criadas por alguém.E se é assim,mudemos o nosso interior e assim a direção do mundo.
Sejamos felizes,busquemos felicidade.



“Ninguém pode pisar em sua liberdade.Grite forte quando quiserem te calar.
Nada pode te deter se você tem fé!”

2 comentários:

Bhering's disse...

Como tudo que é demais, nunca faz bem, fazer o certo demais também. Uma faca de dois gumes, e decisões descabidas...It's real life! =S

Jéssica Vieira disse...

Sim!=S